Como conduzir o plano de sucessão em uma empresa familiar? Outubro 21/2019 - Corporações

Como conduzir o plano de sucessão em uma empresa familiar?

Em uma empresa familiar, é comum que os membros estejam inseridos no contexto do negócio desde cedo. Além disso, a família tende a ser mais comprometida a fazer o empreendimento crescer e ser transmitido para as próximas gerações. No entanto, é preciso ter um plano de sucessão familiar para garantir uma transição organizada.

Ao realizar um plano de sucessão familiar antecipadamente, é possível que o processo seja feito de forma suave e sem gerar prejuízos para o negócio. Para isso, o departamento de Recursos Humanos da empresa deve criar uma estratégia personalizada ou entrar em contato com uma empresa de consultoria especializada para criar um planejamento.

Qual a importância do plano de sucessão?

O plano de sucessão familiar deve ser iniciado antes mesmo que um profissional demonstre interesse em deixar o cargo. Seja por aposentadoria ou mudança de carreira, o setor de Recursos Humanos deve identificar e cultivar os indivíduos com alto potencial para comandar a organização.

Assim, elaborar um plano de sucessão antecipado permite identificar o profissional ideal e capacitá-lo para assumir o novo cargo em tempo hábil sem colocar as operações em risco. Dessa forma, os principais objetivos do plano são manter a sustentabilidade da empresa e garantir a transparência do processo, além de traçar metas e garantir os meios para o seu cumprimento.

Para que o planejamento e a sucessão ocorram da melhor forma possível é importante ter a assistência de profissionais de Recursos Humanos ou de uma empresa de consultoria especializada. Assim, além de identificar as linhas sucessórias dentro da empresa, este processo também deve estar incorporado à cultura da organização e todos os profissionais em cargos de alto nível devem entender as estratégias e procedimentos de sucessão.

Por mais que o plano de sucessão seja necessário para a maior parte das organizações, em empresas familiares esse assunto pode ser mais delicado. Essas organizações tendem a ser criadas como um legado do fundador não apenas para as gerações futuras da sua família, mas também do grupo familiar à sociedade.

Dessa forma, os valores, a missão e a cultura da organização geralmente estão estritamente ligados aos princípios e características da família que administra a empresa. Nesses casos, o sucessor escolhido deve ter conhecimento e aderência ao cargo, mas também precisa estar alinhado aos princípios e valores que guiam a empresa e a família fundadora.

Como estruturar o plano de sucessão familiar?

O plano de sucessão familiar deve ser estruturado de acordo com cada empresa, já que precisa levar em consideração a experiência dos profissionais, o compromisso com o negócio e a aptidão para o cargo. No entanto, para ser bem-sucedido, o planejamento deve passar por algumas etapas:

  • Definição das fases do plano de sucessão;
  • Identificação de potenciais sucessores;
  • Análise dos potenciais sucessores e avaliação dos perfis;
  • Definição das necessidades de desenvolvimento dos profissionais;
  • Criação de um cronograma para a execução completa do planejamento.

Após o sucessor assumir o novo cargo, é preciso realizar um acompanhamento para garantir a adaptação e os resultados obtidos durante o processo. No entanto, o plano deve ser flexível e adaptável às diferentes características da cultura de cada organização.

A 4Search oferece o serviço de Succession Planning e o plano de sucessão conta com a assistência de coaches parceiros que acompanham o período de integração do sucessor ao novo cargo. Entre em contato com nossos consultores e saiba como aplicar esse processo na sua empresa.

Comentários para este post